CBSurf Pro Tour no Silverbay apresentou São Chico Brasileiro

CBSurf Pro Tour

Felipe Oliveira e Tainá Hinckel vencem no São Chico do Surf

Artur Silva CE e Tais Almeida RJ mantém liderança

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, oceano, água, atividades ao ar livre e natureza

 Felipe Oliveira FotoS Marcio David

            Com vitória de Tainá Hinckel, atleta do anfitrião Santa Catarina, e de Felipe Oliveira, de São Paulo, a Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) finalizou neste sábado a segunda de três etapas do CBSurf Pro Tour 2019, nas ondas da Prainha, em São Francisco do Sul, SC, ao Silverbay apresenta São Chico Brasileiro de Surf, com a disputa Final  valendo 1000 pontos e 12 mil reais a ambos vencedores no masculino e feminino do profissional da CBSurf, que  também possui apoio do COB (Comitê Olímpico do Brasil) e em Santa Catarina distribuiu totais  80 mil reais entre homens e mulheres, divididos igualmente por gênero.

 

São Paulo no masculino

 

Para garantir a fatia maior de 12 mil reais e os 1000 pontos no ranking, o paulista vindo de Maresias Felipe Oliveira arriscou tudo em uma manobra que valeu acima de 7 pontos, um aéreo que fez a diferença. "Estou muito feliz pelo resultado, por estar nessa final com estes monstros, é a minha primeira final profissional, e conseguindo já um título eu fico muito feliz. Vim trabalhando bastante para chegar nesse momento. Agora é só comemorar, o evento está de parabéns, toda a organização, altas ondas todos os dias”, disse Felipe Oliveira no pódio, depois de superar a revelação paranaense Edson de Prá, vice, o melhor catarinense do CBSurf Pro Tour e terceiro na final Luan Wood e Alan Donato, de Pernambuco, quarto colocado, mesma colocação do conterrâneo Tiago Silva na etapa inaugural, no Ceará, quando então o cearense Artur Silva venceu no seu quintal de casa, sendo que agora garantiu quinto lugar e mesmo assim ampliou em mais de 500 pontos a diferença em relação ao novo vice líder, o potiguar Alan Jhones.

 

Santa Catarina no Feminino

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, oceano, água, atividades ao ar livre e natureza

 

No Feminino, nova vitória de Tainá Hinckel em casa, agora no CBSurf Pro Tour 2019 , que superando a paulista vice Júlia Santos não só garantiu deixar na hospitaleira Santa Catarina os mesmos 12 mil reais e 1000 pontos do vencedor masculino como contribuiu para que uma das quintas colocadas, Taís Almeida, do Rio de Janeiro, mantivesse a ponta feminina no profissional da CBSurf tendo os mesmos 1610 pontos acumulados pelo cearense líder no masculino Artur Silva.

 Quem ameaçava a ponta no ranking de Taís era a paulista Júlia Santos que, sendo vice no CBSurf Pro Tour em São Chico, subiu uma posição na tabela em que apenas 20 pontos lhe separa

da líder Taís Almeida.

O Rio de Janeiro desta vez não contou com Taís na final, mas ocupou o terceiro lugar no pódio com Gabriela Teixeira e com a quarta posição da atual líder Sub 18 da CBSurf Júlia Duarte.

 “Ganhar uma etapa do Circuito Brasileiro Profissional significa muito para mim, principalmente porque eu tenho somente 16 anos, então estou começando ainda a minha carreira, e poder ter o suporte de campeonatos brasileiros e também de patrocinadores que estão cada vez mais apoiando o surfe é muito bom. Eu estou muito feliz em ter ganhado. Quero agradecer a todos pela organização do evento, que estava incrível”, afirmou Tainá Hinckel durante seu terceiro pódio e vitória nos dois finais de semana do Silverbay apresenta São Chico Brasileiro de Surf, vencedora que foi no domingo anterior da Sub 18 e Sub 16 do Júnior Tour na mesma Prainha de São Chico.

Segundo ano CBSurf Pro Tour

 Adalvo Argolo, Presidente da CBSurf, comentou feliz o sucesso do evento “É um processo natural, vamos a cada região e a cada ação temos mais adesão das regiões em que a gente vem fazendo os eventos, e esse é um processo natural, a cada dia vamos ampliando a credibilidade. É o segundo ano que a CBSurf está fazendo o Circuito Profissional, então a gente sabe que tudo tem o seu tempo de maturidade, e a ideia é que a gente vá melhorando o Circuito, e assim a gente vai ter atletas do Brasil inteiro, grandes nomes do surfe”. concluiu Argolo garantindo a seguir que os campeões só serão conhecidos em terceira etapa em etapa e local a se definir.

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé

 A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé

Santa Catarina voltou

 

  “Quero dizer que agora os catarinenses estão no ranking profissional brasileiro. Nós tínhamos um problema que possuíamos apenas o Luan Wood como ranqueado na CBSurf, e hoje, aqui neste evento, temos mais do que um quarto de atletas catarinenses, temos agora os nossos atletas ranqueados no Profissional, que é um trabalho novo, que eu acredito que é promissor, e tenho certeza que nós vamos ver resultado”, comemora Reiginaldo Ferreira, Presidente da FecaSurf (Federação Catarinense de Surf).

 

            #SumidouroFree

Presidente da ASP (Associação de Surf da Prainha), Leonardo (Naka), durante a cerimônia de premiação conclamou “A Associação é nova, foi fundada este ano, é um trabalho intenso, são nove eventos, e além do surfe nós temos uma concepção muito voltada para a educação socioambiental. A gente está sofrendo a especulação da extinção da onda mais exótica que temos em São Francisco do Sul, que é a onda do sumidouro, então a gente forçou tanto este assunto durante o evento, para frisar e para mostrar para todo o Brasil o que está acontecendo em São Chico. Querem exterminar esta onda, por uma especulação portuária insana! Pra mim é insana, ao querer acabar com um santuário de natureza, uma área de mangue daquela, por conta de outros interesses, mas, enfim, entrem na página da nossa Associação @asp. sfs, #SumidouroFree, estudem sobre o assunto e protestem! Não deixem que o Sumidouro seja exterminado!”, protestou o dirigente local.

           A organização do evento coletou depoimentos com surfistas locais proativos, com o objetivo de aproveitar a mídia nacional do São Chico Brasileiro de Surf para expor para o país inteiro esta causa, de maneira didática e atrativa.

 

 REALIZAÇÃO

 

            A Silverbay apresentou o São Chico Brasileiro de Surf 2019, aberto com o CBSurf Júnior Tour e coroado com o CBSurf Pro Tour. Ambos pontuando para os Circuitos da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf). A realização é da FECASURF e da ASP, com produção da Swell Eventos.

 

A Prefeitura de São Francisco do Sul patrocinou o evento, apoiado também por Pró-Ilha Surfboards; Lord of the Sea; Studio DoZero; Deck 66; Bar do Banana; Machado Contabilidade; Restaurante Pirata; Kanto da Pizza; Bar Ta na Onda; Restaurante Harry; Pousada da Ilha; Banana Joe Lounge; Rei do Frango; Pastelaria Enseada; Monteiro Bar e Lanchonete; Meu Copo Eco.

Masculino

Felipe Oliveira SP 12,16

 2º Edson de Prá PR 10,94

3º Luan Wood SC 8,57

4º Alan Donato PE 7,23

Líder Artur Silva CE 1610 pontos

Vice Alan Jhones RN 1055

3º Luan Wood SC 1050

4º Felipe Oliveira SP 1000

Feminino

1º Tainá Hinckel SC 10,66

2º Júlia Santos SP 9,60

3º Gabriela Teixeira RJ 5,96

4º Júlia Duarte RJ 5,46

Líder Taís Almeida RJ 1610 pontos

Vice Júlia Santos SP 1590

3 Camila Cássia SP1360

4 Yanca Costa RJ 1165

 

 

 

CBSurf com informações assessoria local

 

 

 

--