Taís Almeida Rio de Janeiro & Arthur Silva Ceará estreiam Novo Surf com vitória

 

Ceará vence abertura Novo Surf com Artur Silva e Rio de Janeiro com Taís Almeida

Competição em Fortaleza envolveu treze estados e quer manter sucesso nas quatro previstas

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livre

Se o surfe brasileiro é internacionalmente de excelência, em suas ondas não é diferente, foi o que se viu neste domingo de estreia do Novo Surf, o circuito de alto rendimento da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) que o cearense Arthur Silva, na sua praia do Futuro, Fortaleza, venceu superando com 13,7 pontos o conterrâneo e campeão estadual Charlie Brown, vice com 12,67, o paulista Marco Correa, terceiro na decisão com 10,87 e dono da maior média alcançando 17,66 nas quartas de final que abriu o domingo j tendo como recordista Tiago Silva, de Pernambuco, trialista autor de 17,34 na estreia e quarto com 10,46 pontos na decisão. 

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livre

"Estou muito feliz pela vitória. Ano passado fui terceiro na primeira etapa vencida pelo Jadson André. Dessa vez, Deus me presenteou com a vitória e consegui comemorar com minha família, meus alunos e meus amigos, que tiveram um papel muito importante nessa conquista. Agora, é manter o foco e o treinamento para buscar outros bons resultados nas próximas etapas e quem sabe ficar com o título 2019 do Novo Surf”, afirmou Artur Silva.

Entre as mulheres, a disputa do título só não envolveu mais a cearense atual campeã brasileira Larissa dos Santos devido a uma interferência, punição no início da final que custou à representante de Fortaleza metade da nota menor e quarto lugar geral, enquanto a paulista de São Vicente Júlia Santos, com 9,4 pontos, foi terceira de chances ao título se repetisse sua melhor nota para superar todas no “vira-vira” da disputa protagonizada no fim pela, agora, primeira líder do Novo Surf Taís de Almeida autora de 11,64 contra os 11,34 de Camila Cássia, surfistas respectivamente da carioca Saquarema e da paulista Ubatuba.

,"As condições do Futuro me surpreenderam. Normalmente no Nordeste as ondas são pequenas e hoje o mar estava consistente. Ano passado, terminei como vice-campeã do Circuito, atrás da Larissa. Neste ano vou com tudo para conquistar o título”, declarouTaís, que ano passado venceu a etapa final do CBSurf Pro Tour.

O casal campeão garantiu a maior fatia da premiação, o cheques para cada de iguais 13.5 mil reais de 100 mil distribuídos no que foi a estreia do Novo Surf, primazia das ondas da Praia do Futuro e momento maior em meio a outras ações que incluiu prestigiada oficina de bodySurf e a competição “IPOM Surf Kids” para alunos do Instituto Povos do Mar e da comunidade já no primeiro dia, a quinta-feira, quando, coincidentemente, um dos colaboradores no torneio de surfe de base foi o “Professor Artur”, nada menos que o líder do ranking Novo Surf cuja movimentada Escolinha de Surfe “Junco” é vizinha ao IPOM.


Descubra o Ceará

O litoral de Fortaleza tem 34 quilômetros de extensão e cerca de 15 praias, algumas delas com excelentes ondas para a prática do surf.

Além da Praia do Futuro, destaque para o point do Leste-Oeste e o Titanzinho, celeiro do surf brasileiro e casa de atletas renomados como Pablo Paulino e Silvana Lima, além dos campeões mundiais da ISA em 2000, Fábio Silva eTita Tavares, que prestigiaram o evento inclusive competindo.

Com água quente e boas ondulações o ano inteiro, principalmente no verão, quando potentes swells do quadrante norte atingem a região, Fortaleza está entre as principais “surf cities” do Brasil.

Novo Surf


Agora denominado Novo Surf, o Circuito Brasileiro de Surf Profissional 2019 é promovido pela Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) prevê cinco etapas em diferentes estados de três regiões: Ceará, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina.

O Novo Surf amplia o cuidado já existente com o meio ambiente e a responsabilidade social, agora com a estrutura da competição  quase toda de bambu que minimiza o impacto ambiental e reforçando atletas e espectadores a necessidade de evitar impacto ambiental além de  recolher o lixo nas praias em mutirões de limpeza.


Paralelamente  ações educativas de defesa do meio ambiente, de combate ao plástico nos oceanos e de inclusão social pelo esporte foram promovidas pelo Instituto Povo do Mar.


Instituto Povo do Mar

 

Fundado em 2010 por quatro surfistas como uma organização sem fins lucrativos projetada para prover oportunidades de educação para jovens do Serviluz e da praia do Futuro, o Instituto Povo do Mar tem por finalidade o acesso à cidadania, à educação, ao esporte, aos estudos em língua estrangeira, às artes, à cultura, ao voluntariado e ao desenvolvimento social no combate à pobreza e à preservação do meio ambiente.

 

Seu principal objetivo é desenvolver um conjunto de ações socioeducativas, oferecendo uma educação transformadora que visa estimular mudanças sociais a partir de valores como humanidade, amor, respeito e altruísmo.

 

 

A Secretaria de Turismo do Governo do Estado do Ceará apresenta o Novo Surf Ceará. Idealização e Produção: Almasurf. Realização: Confederação Brasileira de Surf. Apoio: Instituto Povo do Mar (IPOM), Smolder e Federação de Surf do Estado do Ceará

 

Feminino  

1ª Taís Almeida RJ 11,64

2ª Camila Cassia SP 11,34

3ª Júlia Santos  RJ 9,40

4ª Larissa dos Santos CE 7,35

 

Masculino Final

1º Artur Silva CE 13,7 pontos                   

2º Charlie Brown CE 12,67               

3º Marco Correa SP 10,87

4º Tiago Silva PE  10,46